Dicas para os Mestres Cervejeiros (mais ou) menos experientes

Um tank que usa barris de cerveja pra provocar e nocautear os inimigos tem tudo pra parecer divertido, […]

Um tank que usa barris de cerveja pra provocar e nocautear os inimigos tem tudo pra parecer divertido, não? E é divertido, sim. Então por que não vemos tantos monges Mestres Cervejeiros por aí?

Como a maioria das classes do WoW, o monge Mestre Cervejeiro (MC) é fácil de aprender, mas difícil de dominar. Sendo uma especialização relativamente nova, ela ainda esconde algumas armadilhas para os menos experientes, que acabam usando talentos, glifos e habilidades que desviam o foco da rotação do tank, que é bastante simples: “Pancada de Barril sempre que disponível, manter Evasiva ativa e usar Energia extra para gerar mais Chi para fazer outras coisas”.

Vamos dar uma olhada nas pegadinhas mais comuns entre os Mestres Cervejeiros (MC).

Usar Vento Impetuoso de Jade/VIJ (Rushing Jade Wind/RJW) e não gerar chi com isso. Acontece que Vento Impetuoso de Jade só deve ser usado em casos em que você tem CERTEZA de que vai atingir, pelo menos, 3 inimigos. Caso contrário, VIJ/RJW resulta em pouco dano em comparação à energia gasta pela habilidade, e não gera um Chi sequer. E Chi é o pão com manteiga na defesa do MC.

Lembrando que VIJ/RJW é um talento que modifica a habilidade Chute Giratório da Garça (Spinning Crane Kick) e que está no mesmo tier do Xuen. Se por vezes você se vê sem Energia e penando para gerar seu precioso Chi, talvez Xuen seja uma opção mais segura e econômica. Xuen aumenta seu DPS drasticamente por alguns segundos e é excelente para derrubar os inimigos mais difíceis ou em situações de emergência – tipo quando sua estátua joga a sala inteira na sua cabeça…

Usar Bafo de Onça/BdO (Breath of Fire/BoF) por causa do dano extra. A dica aqui é simples: nunca usar Bafo de Onça. Parece meio dramático, mas o bafo não traz qualquer benefício para o tank. Claro, ajuda a matar os mobs, mas os dois Chis gastos em BdO/BoF podem fazer muita falta quando for preciso mitigar uma porrada. A versão glifada traz a vantagem de atordoar os mobs por 3 segundos, o que a torna viável em casos específicos que demandem maior controle dos inimigos – alguém aí falou em Modos de Desafio? E se for usar BdO/BoF, fique ligado: para que o bafo realmente faça diferença no seu DPS, os mobs devem permanecer vivos até o fim do DoT (dano periódico/damage over time) aplicado pela habilidade.

Achar que Aceleração (Haste) é algo legal. Não, Aceleração não é sua amiga. Na sua lista de prioridades, Aceleração deve ficar lá pro fim da fila. O monge MC tem um gameplay cadenciado, onde é importante monitorar e usar seus recursos (Energia e Chi) na hora certa – nada a ver com o frenesi de pancadas do Andarilho do Vento. Investir em Aceleração com o objetivo de gerar mais energia não vai trazer, nem de perto, as vantagens de se investir em Maestria ou Crítico.

brewmaster_2

Por falar em Aceleração, falemos de Ascenção (Ascension), aquele talento que te dá mais um Chi e uma forcinha na geração de Energia. Embora seja extremamente popular entre os MC, ele não é a melhor escolha quando se pensa em sobrevivência. Tanto Golpes Poderosos (Power Strikes) quanto Cerveja de Chi (Chi Brew) oferecem mais controle sobre a geração de Chi – e controle é essencial para qualquer tank.

Não usar o glifo de Expelir o Mal. Infelizmente, este glifo acabou se tornando praticamente obrigatório devido à sensível redução de energia que ele nos traz em uma situação de emergência.

Não usar Pancada de Barril/PdB (Keg Smash/KS) sempre que estiver disponível. Ficar de olho no cooldown da Pancada de Barril e reservar Energia para seu uso é FUNDAMENTAL. Afinal, PdB é a maior fonte de dano e Chi do Mestre Cervejeiro – e uma das principais geradoras de aggro. Use PdB sempre que puder, tão logo puder.

Por fim, temos a polêmica entre duas das habilidades do nível 100: Explosão de Chi e Serenidade. A sugestão mais óbvia é apostar em Serenidade se você preferir um jogo menos arriscado ou ainda não estiver confortável com a gestão de recursos e o uso de suas habilidades. Se as coisas estão parecendo fáceis, e os healers concordarem com você, dê uma chance para Explosão de Chi.

A terceira habilidade do nível 100, Dança da Alma (Soul Dance), leva a melhor quando a situação pede uma defesa extra contra magia. Se este for o caso, fica a dica: não use junto com o glifo de Guarda. Na codificação atual, Dança da Alma transforma o dano mágico em físico para que ele seja absorvido pela Esquiva, o que invalida o propósito do glifo de Guarda. Um trabalhinho meio porco, não, Blizzard?

E aí, tem dúvidas e dicas sobre como melhorar seu tanquinho de cerveja, digo, seu tank cervejeiro? Então manda ver nos comentários!

 

 

Referências

  • http://totalsbrewtalk.net/2015/02/22/whats-going-on-with-the-lower-end-of-the-brm-playerbase/
  • http://www.thetrainingdummies.com/2015/02/26/episode-84-you-had-one-jab/
  • http://www.wowpopular.com/Brewmaster/Monk/Raid/Talents
  • http://www.wowhead.com/guide=2160/brewmaster-monk-guide

 Imagem de destaque original

  • http://drawingkuma.deviantart.com/art/Pandaren-492400828

Você vai gostar de ler...

About Sensever

Mais pra Aliança do que pra Horda, mais pra morto-vivo do que pra humano, sempre brigando contra o 'altoholicismo'