Desvendando os Mistérios de Pandaria

Quem são eles? De onde vieram? Sempre estiveram por aqui? E mais importante: estão do lado de quem? […]

Quem são eles? De onde vieram? Sempre estiveram por aqui? E mais importante: estão do lado de quem?

 Diferente dos Worgens e dos Goblins que antes mesmo do lançamento do Cataclysm já estavam presentes em diversas partes do vasto mundo de Warcraft, os Pandarens são cercados por mistérios, assim como o seu continente é cercado por brumas. E mistério parece ser a palavra chave dessa nova expansão.

“Coberto pelas névoas desde que o mundo foi despedaçado há dez mil anos, o antigo reino de Pandária permaneceu intocado pela guerra. Suas suntuosas florestas e altas montanhas abrigam um complexo ecossistema de raças nativas e criaturas exóticas. O local também é lar dos enigmáticos pandarens, uma raça que celebra a vida ao máximo, mesmo diante de uma ameaça milenar.

 O novo continente se revela a um mundo ainda mais arruinado no momento em que a Aliança e a Horda chegam mais perto de uma guerra que pode selar para sempre o destino de Azeroth. Estarão entre as brumas a salvação do planeta? Ou as riquezas do lugar serão responsáveis por acirrar a disputa entre as duas potências e levar os dois lados à aniquilação total? As respostas estão nas misteriosas terras de Pandária!”

O continente perdido: Pandaria

 

 O “novo” continente se localiza ao sul de Azeroth, é possível ter uma explicação bem detalhada das áreas aqui.

Você terá muitos cenários PvE novos para explorar, criando ou não um Pandaren, pois o leveling após o nível 85 é em Pandaria. O jogo está passando por uma “renovação” e nossos olhos só tem a ganhar com esses gráficos incríveis que só a Blizzard nos proporciona.

Algumas raças de Pandaria:

  • Mogu: senhores da Antiga Pandária, eternos rivais dos Pandarens
  • Mantídeo: assoladores insectóides de além da muralha
  • Hozen: caçadores e Coletores Furiosos com aparencia semelhante a macacos
  • Vermingue: coelhos humanóides que destróem as plantações
  • Sha: inimigos do coração e da alma, são elementais de energia negativa, que ganham força com a chegada da Horda e da Aliança
  • Jinyu: Protetores das Águas, homens-peixe que conversam com a terra, tidos como sábios pelos Pandarens.

A nova raça: Pandaren

Os Pandarens seriam uma versão personificada de um panda. E é justamente esse o significado do seu nome: “ren” (人) em chinês significa “pessoa,  povo, homem” + panda do inglês = “povo  panda”.

  “Cercados por mitos e lendas, raramente vistos ou compreendidos, os enigmáticos pandarens permaneceram um enigma para as outras raças de Azeroth. A história nobre do povo pandaren vem de milhares de anos, bem antes do surgimento dos impérios dos homens e da cisão do mundo.

Cidadãos de uma terra de maravilhas e prosperidade, os pandarens um dia foram escravos de uma raça monstruosa de antigos lordes da guerra conhecida como os Mogu. Através da tenacidade, diplomacia e uma forma singular de combate sem armas, os pandarens organizaram uma bem-sucedida revolução que depôs os Mogu e estabeleceu o império pandaren que prosperaria por mil anos.

 Durante os dias sombrios que precederam a cisão do mundo, no momento em que demônios invadiram Azeroth e ameaçaram todos os mortais, o último imperador dos pandarens descobriu uma forma de proteger sua terra da devastação. O resultado de seu feito encobriu sua terra em uma névoa impenetrável por dez mil anos, mas a natureza de tal ato assombra Pandária até hoje.”

 

Uma das novidades é que os personagens estão bem mais expressivos e cheios de personalidade, no patch 5.0.4 você vai poder dar uma espiada nisso.

Os Pandarens estão organizados em 5 shao’dins, ou clãs, que são:

  • Black Ox Clan (Clã do Touro Negro): habitam o Oeste
  • Red Crane Clan (Clan da Garça Vermelha): ligados ao fogo, vivem ao Sul
  • White Tiger Clan (Clã do Tigre Branco): mais militarizado, habitam o Norte
  • Jade Serpent Clan (Clã da Serpente Jade): habitam o Leste
  • Shado-pan Clan (Clã Shado-pan): misteriosos, remetem aos ninjas e estão em batalha constante contra os Sha

Área inicial: Wandering Isle, divinamente localizada em cima de uma tartaruga gigante

 

 

Por que Pandarens não podem ser Death Knight? Como os Pandarens estavam escondidos nas brumas há  10 mil anos,  quando Arthas teve seu momento bad boy como Lich King ele não tinha contato com essa raça.

Facção: neutro até o nível 10, quando precisa escolher uma facção através de uma quest

Idioma: Common e o Pandaren Alliance ou Horde, dependendo de sua escolha. Não é possível a comunicação entre facções apesar de ser inicialmente uma raça neutra.

A tão esperada /dance:

 

A nova classe: monk

Na cultura mundial os monges são conhecidos por sua agilidade, disciplina, sabedoria e suas habilidades nas artes marcias.  No WoW não poderia ser diferente.  Com a saída de Pandaria das brumas os monges decidiram passar tal conhecimento adiante, para Aliança e Horda.  Controlando sua força interior e a potente energia do seu “chi” (força-vital na cultura chinesa, o mesmo que mana) os monges podem desempenhar papel de tank, healer e dps.

Especializações:

  • Brewmaster (Tank)
  • Mistweaver (Healer)
  • Windwalker (DPS)

Armadura: Tecido e Couro

Armas: Armas de Punho, Machados de uma mão, Maças de uma mão, Espadas de uma mão, Armas de Haste, Cajados

Apenas Worgens e Goblins não podem ser Monks.

 Pandaren Monk x Kung Fu Panda

A princípio nossos queridos Pandarens parecem ser uma cópia descarada do personagem Po do filme de animação produzido pela DreamWorks Animation, “Kung Fu Panda”, mas a verdade é que os Pandarens vieram primeiro. A primeira aparição foi de Chen Stormstout em um Bonus Act de Warcraft III: The Frozen Throne do ano 2003, sendo que o filme foi lançado em 2008.  Leia mais sobre isso aqui.

 

Em breve mais posts sobre as novidades de Pandaria, aguardem ;)

Você vai gostar de ler...

About Pri Kautzmann

Só decidi ser Warlock por causa do vestidinho vermelho. FOR THE ALLIANCE!