Por que transmog é f*

Transmogrificação, ou transmog ou mog, é um recurso divertido que permite aplicar o visual de um item em […]

Transmogrificação, ou transmog ou mog, é um recurso divertido que permite aplicar o visual de um item em outro. Ou seja, trocar a skin de uma armadura ou arma pela skin de outro item do mesmo gênero. Existem algumas regrinhas e restrições, mas ainda assim, a maior parte dos itens de World of Warcraft é transmogrificável.

Para muitos, transmog não tem a menor graça. No entanto, para um número cada vez maior de jogadores, transmog tem sido responsável por o muitas horas de diversão.

Afinal, o que transmog tem de tão legal assim?

Fios de ouro

Indiferente de nível, equipamentos e armas com visuais diferentes, chamativos, bonitos ou únicos nunca estiveram tão em alta na Casa de Leilões do WoW. Uma simples bota de couro de nível 10 = Bard’s boots – chega a custar 600g em alguns servidores, quando vale 4 silver para os vendedores NPCs. A razão disso? É uma das poucas botas longas e vermelhas no jogo. Dependendo do visual que o jogador está criando para seu personagem, esta é a única opção no mercado. Sets de armaduras, como o Blood Knight de nível 64, também têm itens com preços estratosféricos – e vendem bem, claro.

Novo velho mundo

Com a progressão cada vez mais facilitada, é altamente viável um personagem chegar ao nível 85 sem sequer sair das vizinhanças da capital da facção (Ventobravo ou Orgrimmar). Para mim, isso é muito frustrante, pois há muita coisa pra se ver e aprender Azeroth afora. Graças a transmog, alguns conteúdos antigos estão sendo (re)descobertos, principalmente as raids, pois nelas caem equipamentos de sets específicos de classe, em grande maioria, bem bonitões. Isso leva alguns jogadores a se organizarem para percorrerem parte do antigo conteúdo, se familiarizando com a estória, como mecânicas de luta e, claro, socializando um pouco mais. De quebra, ainda levam algumas conquistas, algum ouro e dezenas de itens (desencantadores se divertem).

Cultura fashion

Transmogrificadores, uni-vos! Esse brado já foi ouvido e atendido há tempos. Internet afora, há eventos de transmog sendo promovidos pela comunidade, há sites especializados em dicas e looks e cada vez mais surgem matérias sobre transmogs legais (Diablo 3, Os Vingadores). E se engana quem acha que transmog é coisa de mulher! Elas podem até dar mais ênfase, divulgar e discutir mais sobre o tema, mas estão longe de serem as únicas consumidoras de moda em World of Warcraft. Transmog tem se tornado um aspecto à parte do jogo, um jogo dentro do jogo, e tende a ser expandido ainda mais. O aspecto cultural da transmogrificação ainda está para ser evidenciado.

Transmog na luta

Quem curte PVP, certamente já pensou em usar transmog para confundir o inimigo. É a transmog como camuflagem de guerra. Nos Campos de Batalha, mesmo com toda correria e adrenalina, é fácil reconhecer um personagem com set full PVP. Afinal, este é um dos principais objetivos do PVP – pontuar para comprar os melhores equipamentos da Season, em um círculo vicioso e danado. Agora, estranho mesmo é ver um personagem mulambento fazendo um estrago surpreendente. Aí entra a transmog com tática de batalha, disfarçando o personagem para criar confusão. Um segundo de dúvida pode custar a vida nos BGs. Então, da próxima vez, melhor não subestimar a maga que parece a vendedora de queijos de Ventobravo.

 

Ao final do jogo, transmog é uma opção divertida de interagir com o mundo e com outros jogadores. Na maioria das vezes, seu personagem tem poder, gold e tempo para se dedicar à caça de peças para aquele look legal que um dia você quis ter – ou manter.

No final das contas, transmog é um hobby ameno, social, colaborativo, casual e divertido. Isso tudo além de tudo aquilo que o jogo nos propõe lá no começo. E ainda com um interessante viés cultural.É por isso que eu digo: transmog é foda.

 

Você vai gostar de ler...

About Sensever

Mais pra Aliança do que pra Horda, mais pra morto-vivo do que pra humano, sempre brigando contra o 'altoholicismo'