O contrato entre o Tank e o Healer

Eu [inserir o nome do Tank – algo semelhante a Almôndega, Cascadura ou Caraforte] concordo com os seguintes […]

Eu [inserir o nome do Tank – algo semelhante a Almôndega, Cascadura ou Caraforte] concordo com os seguintes termos:

  1. Me apresentarei na masmorra com conhecimento prático da minha classe, das minhas habilidades, dos meus cooldowns e da forma em que funciona o aggro – a escassez geral de tanks não significa que eu seja Deus na terra e possa fazer o que me der na telha.
  2. Direi ‘Olá’ para o grupo, incluindo o meu Healer; dado que ele/ela vai salvar minha pele durante todo o encontro, o mínimo que posso fazer é reconhecer a sua existência (por mais lamentável que eu realemte ache que ela seja).
  3. Terei certeza de que todos (e eu digo todos) estarão pronto antes de eu começar. Por mais que eu goste de pensar que posso fazer essa masmorra sozinho, há uma razão pela qual elas são chamadas de ‘5 man’ e não é porque, como um Tank, de eu tenha a força e a capacidade de 5 homens (porque eu não tenho mesmo). Isto significa estar ciente de que o Healer precisa de pausas para mana e ouvir se o Healer solicitar uma pausa para mana. Eu posso me chamar Boladecarne mas deve haver alguma substância cinzenta entre os meus ouvidos, ainda que seja só para entender que sem mana = sem cura = morte rápida e dolorosa.
  4. Saberei o que posso aguentar e verificarei com meu Healer o que ele/ela consegue aguentar antes de atacar, ao invés de assumir que juntos podemos lidar com o que vier pela frente e descobrir muito rapidamente (geralmente através de um olhar irônico e comentário sarcástico do Spirit Healer – “Você de novo!?”) que este não é o caso.
  5. Vou lembrar de buffar a mim e aos outros de forma adequada (o que significa remover Crusader Aura, por favor, tank paladino). Só porque eu sou o Tank não significa que esteja acima destas coisas.
  6. Beberei minha poção, comer minha comida e terei certeza que minhas poções de cura e bandagens estarão rapidamente acessíveis se eu precisar delas.
  7. Eu TEREI poções, alimentos e bandagens. Um certo grau de auto-suficiência não é exclusividade de hippies produtores de hortaliças.
  8. Verificarei se o Healer está por perto antes de puxar o próximo grupo de inimigos ou boss e, se não fizer isso, não escreverei sarcasticamente “…” – o Healer tem permissão para saquear. Repita depois de mim – o Healer tem permissão para saquear.
  9. Se todos morrermos, vou me abster de apontar o dedo automaticamente para o Healer (gritos de “Healer!!” não serão permitidos, cada ponto de exclamação é uma violação do contrato para o qual haverá sérias penalidades). Vou considerar minhas próprias ações antes de tudo e refletir cuidadosamente onde as coisas podem ter dado errado e oferecer conselhos e feedback construtivos (com sentenças adequadas e completas e uma notável falta de xingamentos e comentários sobre a mãe do Healer).
  10. Quando a masmorra terminar, agradecerei meu Healer (e todos os DPS) e só então direi adeus e agirei de maneira geral como um ser humano civilizado. Isso pode requerer alguma prática.

Se eu como Tank deixar de aderir a qualquer dos itens acima, o Healer se reserva o direito de parar e desistir de curar para escrever algo sarcástico no chat do grupo e cair fora.

 

Eu [inserir o nome do Healer – algo provavelmente como Florença, PequenaPerfeita ou simplesmente DivinoAnjoPiedoso] concordo com os seguintes termos:

  1. Me apresentarei na masmorra com o spec adequado e equipamento que me dê uma quantiadade decente de mana. Não usarei equipamento com alto iLevel sem qualquer intelecto e espírito que me force a solicitar parada para mana após cada grupinho de mobs.
  2. Aplicarei meus buffs e escudos no grupo no tempo certo e de forma eficaz – de preferência antes que eles morram.
  3. Não irei ao banheiro / comerei um sanduíche / alimentarei gato / visitarei meus parentes na Austrália, sem antes avisar o grupo que estarei ausente. Minha presença na masmorra não cura automaticamente o grupo. Na real, eu preciso fazer alguma coisa, sim.
  4. Eu não vou pirar na batatinha se jogadores novos na masmorra ficarem no lugar errado ou fizerem algo errado.
  5. Eu vou pirar na batatinha se as pessoas que foram avisadas a não ficar no lugar errado e ensinadas a fazer as coisas do jeito certo continuarem a estragar tudo.
  6. Enquanto o Tank é a minha primeira prioridade, e depois dele, eu mesmo, vou também tentar curar todos os DPS regularmente e de forma eficiente. Eu não vou suspirar/resmungar se um DPS (inocente de irregularidades graves) precisar de cura ou, Deus me livre, de ressurreição. Enquanto Healer eu tenho que curar. Eu poderia achar que isso é injusto, mas é assim que deve ser.
  7. Eu vou pedir pausa para mana rápida e claramente e não suspirar como um mártir se todo o grupo não entender meu pedido obscuro e mal digitado. Tipo, “mwni bah” não é suficiente (e eu acho que significa algo bastante ofensivo em Esperanto).
  8. Vou ter alimentos de mana na minha bag e não vou esperar que cada grupo tenha um mago que possa me alimentar. Eu não sou um bebê e magos não são as minhas mães de aluguel. Se algum mago parecer almejar esse papel e se oferecer para me dar banho e me vestir eu o ignorarei.
  9. Saberei quais as fases da luta da trarão os maiores danos e estarei preparado/a para isso. Isso significa não entrar em pânico e me desesperar quando o boss der um baita pisão e gerar um imenso dano em área. Eu deveria estar esperando por isso e deveria saber o que fazer. Correr gritando masmorra afora não é uma reação recomendada.
  10. Ao final da masmorra agradecerei o grupo e direi adeus – reservando-me o direito de desabafar livremente no chat da guilda (ou para minha mãe/marido/esposa/peixe) quando um membro do grupo desaparecer sem uma palavra de agradecimento (o Tank que fizer isso estará, naturalmente, violando gravemente o presente contrato).

Se um Healer não cumprir qualquer dos itens acima, o Tank reserva-se o direito de deixar masmorra depois de um enorme pull e rir por uma hora ou mais lembrando do massacre e da enorme confusão que deixou pra trás.

 

Nós [inserir os nomes do TANK & HEALER] concordamos em aderir a estes termos e condições em cada e toda masmorra que tomarmos parte daqui em diante. Deixe o DPS se alegrar. Há, finalmente, acordo entre o Tank e o Healer.

 

Não deixe de conhecer o excelente original da Bravetank (em inglês).

Você vai gostar de ler...

About Sensever

Mais pra Aliança do que pra Horda, mais pra morto-vivo do que pra humano, sempre brigando contra o 'altoholicismo'