Pet, o melhor amigo do caçador

O Caçador é uma classe que se beneficia fortemente do uso do seu pet, utilizando-o de formas diferentes, […]

O Caçador é uma classe que se beneficia fortemente do uso do seu pet, utilizando-o de formas diferentes, de acordo com a especialização do personagem. Enquanto o Dominador de feras (Beast master) joga em comunhão total com o pet, o Marksman e o Survival definem papéis mais estratégicos para os companheiros. Mas, sem o pet, o Caçador não está completo.

Todo o Caçador já inicia no WoW com um pet, de acordo com sua raça. O pet inicial é um animal que tem uma afinidade com a área inicial do Caçador e cumprirá muito bem o seu papel, mas até quando? Será que o seu primeiro pet é o melhor pet para você? Bom, não há uma resposta óbvia, mas vamos ajudar você a construí-la a partir de algumas informações úteis e importantes.

 

Tudo em família

Os pets de World of Warcraft são categorizados em 3 famílias, cada uma com uma árvore de talentos e habilidades diferenciadas.

  • Tenacity / Tenacidade
    Os talentos desta família privilegiam a sobrevivência e a proteção, tanto do pet quanto do Caçador, buscando atrair os inimigos e absorver o dano.
    São pets geralmente usados como tanks, dando ao Caçador a oportunidade para focar no DPS.
    Excelentes para PvE, tanto em solo quanto em pequenos grupos.
    Exemplos: Ursos, Tartarugas, Gorilas
  • Ferocity / Ferocidade
    Os pets desta família têm mais foco no dano, oferecendo habilidades e talentos que aumentam o dano do pet e do grupo.
    Mesmo com foco no DPS, não são fracos e também aguentam o tranco.
    Úteis em praticamente todas as situações, excelentes sempre que o objetivo for gerar um alto DPS – como em raids e PvP.
    Exemplos: Gatos, Lobos, Vespas
  • Cunning /Astúcia
    Esta é a família mais coringa, pois seus pets oferecem um conjunto de habilidades diversificadas e equilibradas.
    Com ênfase na mobilidade e suporte, são pets que podem assumir diferentes papéis, dependendo da forma que você jogar.
    Muito utilizados em PvP por suas habilidades, como imobilização e desarme, também são uma boa escolha para progressão através de quests.
    Exemplos: Aranhas, Corujas, Serpentes

 

Feios, grandes e barulhentos

Você vai passar bastante tempo com o seu pet, então é fundamental se sentir confortável com ele. Usar um pet que lhe irrita ou incomoda só vai arruinar a sua experiência de jogo. Por isso, não pense duas vezes em mandar passsar aquele pet tosco ou barulhento – mande o para o estábulo ou o dispense, dependendo da sua raridade.

Antes de domar um pet, é sempre bom prestar atenção nos sons que ele faz, na forma como ele se locomove e, claro, no visual do bicho. Já dispensei uma raposa por não aguentar aquele latido xarope. E o único caranguejo que um dia vou domar é o Ghostcrawler (e talvez o Karkin), pois os outros são muito sem graça – mesmo sendo úteis em PvP.

Agora, se você quer mesmo é incomodar os outros, aí a história é outra.  Tenho dois amigos que domaram um tallstrider rosa e uma gaivota pra usar em PvP. Realmente, morrer sendo bicado por um quase-flamingo ou um passarinho esganiçado deve ser muito irritante.

Outro ponto importante é o tamanho do avatar do pet. Morcegos e Quimeras, por exemplo, têm asas amplas, e os Rhinos, Devilsaurs e Cães de magma são grandes e largos, o que pode atrapalhar a visibilidade do grupo. Se você não se importa, mande ver, mas tenha outra opção na manga caso o grupo preferir enxergar por onde anda.

 

Bonitinho e extraordinário

Alguns pets não são para qualquer um, infelizmente. Dentre as 3 famílias, há alguns grupos definidos como pets Exóticos e que somente os Dominadores de feras (Beast masters) podem domar, e só a partir do nível 69.

Dentre os pets Exóticos estão os bichos mais legais e diferentes da fauna de World of Warcraft. Além do visual, os pets Exóticos também têm uma habilidade extra, o que varia de acordo com o tipo do animal. São pets Exóticos:

  • Chimaeras / Quimeras
  • Silithids
  • Core hounds / Cães de magma
  • Devilsaurs
  • Spirit beasts
  • Rhinos
  • Worms / Vermes
  • Shale spiders

Embora contem com uma habilidade bônus, a maioria dos pets Exóticos são domados devido ao seu visual mesmo. Alguns dos pets Exóticos, ainda por cima, são raros, o que dá mais um upgrade no status de vaidade do seu Caçador. Como já diz o adjetivo, pets raros dão trabalho pra achar. Use o addon _NPCScan para facilitar o trabalho e tenha paciência, bastante paciência.

Abaixo, um vídeo com dicas sobre os pontos de spawn de alguns dos spirit beasts – Gondria, Skroll e Loque’Nahak.

 

Para saber mais sobre pets, acesse o Petopia e o WoW Hunter Pets, provavelmente os melhores sites sobre o assunto.

E você, tem alguma dica sobre pets pra compartilhar? Então manda ver e comenta!

 

 

Imagem original de Sabtastic @ Devianart

Você vai gostar de ler...

About Sensever

Mais pra Aliança do que pra Horda, mais pra morto-vivo do que pra humano, sempre brigando contra o 'altoholicismo'